Músicas para aumentar sua concentração

Músicas para aumentar sua concentração

A música faz parte da evolução do mundo, e assim como ele temos que saber separar o que pode ou não nos ajudar em determinados momentos. Música sempre foi um meio de unir pessoas, seja pelo fato de terem o mesmo gosto musical ou até mesmos ideais, unir e gerar interação entre pessoas, mas o que pouco sabemos sobre ela são as vantagens que podemos extrair, se usada corretamente.

Quando falo “usar corretamente” não me refiro ao fato de você, ou qualquer outra pessoa, estar ouvindo música de forma errada. Não existe forma errada! O que temos são alguns estudos e práticas que se aplicadas corretamente podem fazer da música um grande aliado na sua qualidade de produção, seja no trabalho, afazeres de casa, esportes ou qualquer outra coisa.

Vamos focar aqui em músicas que teoricamente lhe auxiliam no trabalho:

Se você trabalha com tarefas repetitivas e de pouca intensidade cognitiva, as músicas mais indicadas são de estilo empolgantes e alegres, sem problemas em haver letras ou mudanças repentinas de ritmo ou velocidade. Estudos, ainda em 1972, comprovaram que os funcionários de fábrica produziam mais e melhor quando havia músicas agitadas e felizes no ambiente de trabalho.

Agora se o seu trabalho exige uma maior intensidade cognitiva temos alguns estilos de músicas que talvez sejam mais indicados para você. Vamos a alguns deles:

Músicas para meditação: Hoje em dia, com o Spotify, e outros serviços de streaming de música, conseguimos encontrar playlists prontas relacionadas a meditação. Indicamos que escolha algumas delas e vá ouvindo um pouco de cada até encontrar a que mais gosta ou a que mais te ajuda.

Música clássica: Estudos comprovam que música clássica potencializa sua memória e capacidade de aprendizado, além de ajudar nos seus níveis de ansiedade (que também atrapalham no foco e produção).

Instrumental: Para pessoas da área criativa, uma das melhores dicas é abusar do instrumental. Músicas com letra (principalmente em línguas que você domina o idioma) acabam sendo só uma tarefa a mais para o seu cérebro, mesmo que esta tarefa seja apenas ouvir e descartar o que foi ouvido.

Uma dica interessante para você que não gosta de instrumental é ouvir músicas de origem em que não domina o idioma, assim o seu cérebro não assimilará o que está sendo dito, e então perderá menos de sua atenção e foco no que estiver fazendo.

Sons da natureza: A quem goste de ambientar seus momentos de foco e produção com natureza, sons como de água caindo, pássaros e árvores ao vento podem lhe trazer paz e tranquilidade, tornando o trabalho menos cansativo.

Sons Binaurais: Frequências ligeiramente diferentes entre um ouvido e outro estimulam seu cérebro a detectar variações e com isso acaba gerando uma frequência mais equilibrada em seu estado de concentração, mas faremos um post só sobre este tema. Deixamos ele pra depois.

Outra coisa muito importante de se dizer é que indicamos, em todos os casos, um volume baixo e saudável aos seus tímpanos, de preferência ao fone de ouvido para que não incomode pessoas ao seu redor (a não ser que seja um ambiente de trabalho onde todos estão de acordo com a música) e ter mais nitidez nos detalhes, porém cuidado, fones de ouvido em volumes altos podem afetar seus tímpanos, trazendo consequências negativas para sua audição e também porque ao ouvir a música em volume mais baixo seu nível de concentração deverá ser maior, e consequentemente seu foco também será, portanto nada de SOM NA CAIXA no talo.

Vamos listar algumas músicas que te auxiliarão neste foco:

  1. Begin again – The piano Guys
  2. Wait there – Yiruma
  3. Miles Davis – All blues
  4. No time – The purple stripe
  5. Into the wild – The purple stripe
  6. Sinfonia nº 40 – Mozart
  7. Concerto nº 23 – Mozart
  8. The rain song – Led Zeppelin
  9. May it be – Enya
  10. Felicity – Sungha Jung

Fontes: Spotify, jrmcoaching, fabianascaranzi.

Sem comentários

Publicar Comentário

cinco × quatro =