impressão 3D

Impressão 3D: uma das tendências tecnológicas para 2016

A Impressão 3D se destaca em um momento em que a originalidade e a exclusividade dos itens de consumo se tornam questões relevantes, mas será que existe real espaço para a nova tecnologia em outras áreas?


Segundo a previsão de especialistas a Impressão 3D é a terceira tendência mais relevante para esse ano, ficando atrás apenas de “malha de dispositivos” e “experiência ambiente-usuário”. A tecnologia não é exatamente nova, porém a sua relevância vêm em contante crescimento e já começa a criar questionamentos em relação ao impacto das impressoras 3D nas diversas áreas de produção.

Nos últimos anos, novas impressoras e materiais, como fibra de carbono e vidro, permitem novas aplicações, o que aumenta a demanda do usuário. Segmentos como automotivo, farmacêutico, médico, gastronômico e de arquitetura já aderiram à ferramenta. A expectativa é de que cada vez surjam mais materiais e possibilidades de impressão.

As possibilidades realmente são infinitas, veja exemplos de uso da impressão 3D em diferentes áreas:

Bico de Tucano

Impressão 3D ajudou Tucano

A tucana Tieta havia perdido a parte de cima do bico devido a maus tratos por parte de traficantes de animais. Com isso, a ave tinha dificuldades para comer, só conseguia usando a parte de baixo quando jogava pedaços de fruta para o alto e depois tentava engoli-los.

Com ajuda da impressão tridimensional, a tucana ganhou um novo bico. O suporte que tem 4 cm e 4g levou três meses para ser desenvolvido e duas horas para ser impresso.

Experiências sensoriais

impressão 3D ajudando a criar novas experiências

O experimento “Touchable Memories” tem como objetivo ajudar cegos a ter contato físico com suas memórias visuais. Tudo isso viabilizado pela impressora.

A experiência foi feita da seguinte forma: voluntários foram convidados para terem suas lembranças transformadas em objetos 3D. Os cinco personagens (Gavor, Mario, Meritxell, Yassine e Daniela) perderam a visão ao longo do tempo, e todos possuem memórias inesquecíveis de momentos que foram registrados em fotografia.

Essas lembranças se tornaram objetos táteis que puderam ser sentidos pelas pessoas. Para ganharem vida, fotografias antigas e até mesmo cenários foram usados como “suprimento” para a impressão.

Medicina da reconstrução

A Impressão 3D promete ser de grande utilidade para a medicina

Um chinês de 46 anos, identificado como Hu, teve seu crânio reconstruído com a ajuda de uma impressora 3D. O chinês sofreu um acidente quando caiu do terceiro andar de um prédio, o que fez com que Hu perdesse parte do seu crânio deixando assim sua cabeça desfigurada.

Para reconstruir o crânio de Hu, o hospital de Xi’na, localizado na província de Shaanxi, na China, usou uma tela de titânio criada com a ajuda de uma impressora 3D.

Sem comentários

Publicar Comentário

cinco + 17 =